Todo motorista sabe que o motor é o coração do veículo. Principal responsável por fazer todo o maquinário de qualquer veículo funcionar, o motor, quando em condições adequadas, exige manutenção em períodos anuais ou, para os que rodam muito, a cada 10 mil quilômetros.

Porém, além da troca de óleo e do filtro de ar, o motor do seu carro também precisa que você atente-se a outras peças que fazem parte de sua composição. Por isso, no artigo de hoje separamos seis dicas importantíssimas para aumentar a vida útil do seu motor e evitar aqueles incômodos imprevistos na estrada.

Antes de começar, se você está com dificuldades para quitar o financiamento do seu veículo em dia e recebeu ameaças de busca e apreensão do banco por causa disso, clique aqui e descubra como renegociar a dívida com desconto.

1- Troque a Correia Dentada

Responsável pelo controle do eixo-comando, que garante a abertura das válvulas e o sincronismo delas com o funcionamento do pistões nos cilindros, a correia dentada do motor deve ser trocada sempre conforme a indicação do fabricante do veículo, que pode ser encontrada no manual do proprietário.

Em caso de troca devido ao alto desgaste da peça, é recomendável que você troque também todas as peças que compõem o conjunto de sincronização. Isso porque, neste caso, o desgaste da correia dentada pode ter sido ocasionado por outros componentes do conjunto.

 

2 – Respeite a Vida Útil das Velas

Peça quase que esquecida por muita gente, as velas são fundamentais para o funcionamento de um carro pois elas produzem a fagulha inicial para dar a partida no motor. Por isso, para não ficar na mão quando menos esperar, é recomendável que você troque a vela periodicamente.

Alguns fabricantes recomendam a troca a cada 10 mil quilômetros. Contudo, por via das dúvidas, confira no manual do proprietário de seu veículo o tempo de uso recomendado pelo fabricante para realizar a troca desta peça. Para quem deseja extrair o máximo de performance do veículo, você pode trocar a vela de ignição por um modelo especial, feito de platina ou irídio.

 

3 – Fique de olho nas mangueiras

As mangueiras, e os outros componentes de borracha presentes no cofre do motor, envelhecem com o tempo e devem ser checados sempre que possível. Mesmo a vida útil desses componentes ser de cinco anos, é bom sempre verifica-los pois eles podem ressecar e criar fissuras com o tempo.

 

4 – Limpe os Bicos Injetores

Se o seu veículo tem dificuldades para dar a partida ou está com um consumo elevado de combustível, pode ser que seja necessário limpar os bicos injetores. Para ter certeza, você pode ir em um mecânico de sua confiança e fazer o diagnóstico com um equipamento especial que é capaz de medir a quantidade de combustível injetado. Se houver diferença entre os injetores, será preciso fazer uma equalização.

 

5 – Escolha o Tipo correto do Óleo do Motor

Você já deve ter percebido que existem inúmeras marcas e tipos de óleos lubrificantes para motor. Por mais que o frentista tente recomendar aquela marca mais cara na hora que você pede para ele verificar a vareta do motor, sempre respeite o tipo de óleo indicado no manual do proprietário do seu veículo.

Isso porque, por mais que seja mais caro ou de uma qualidade “premium”, o óleo pode não ser o recomendado por questões como nível de viscosidade e composição, que pode variar entre mineral, semissintético e sintético.

Agora uma dica para quem financiou um veículo e ainda está pagando por ele. Se as prestações do financiamento estiverem atrasadas ou muito altas, pode ser que você seja vítima de cobranças indevidas como Taxas Irregulares e valores de Juros Abusivos. Esse tipo de cobrança é utilizado de forma ilegal pelas financeiras para aumentar o valor das parcelas do seu veículo sem que você perceba.

Contudo, existe uma solução! Na American você conta com uma equipe composta pelos principais especialistas do Brasil que vão renegociar todos os valores em atraso por meio de uma Ação Revisional, eliminando todas as Taxas Irregulares para você Quitar o Financiamento pelo menor valor.

Ficou curioso? Acesse agora mesmo nosso site oficial clicando aqui e descubra se existem cobranças de Juros Abusivos em seu financiamento. Ou se preferir, clique aqui e converse com um de nossos consultores pelo Whatsapp.

Por: Pedro Victor