A data de 18 de fevereiro é marcado no Brasil por ser o dia nacional de combate ao alcoolismo. Mas você sabe por quê essa data é tão importante?

Atualmente, a nossa média de consumo de álcool está em 6,2 litros por pessoa, acima da medida mundial. Para mostrar ainda mais o impacto desse número, na América latina, somos o terceiro país que mais consome bebidas alcoólicas, e o quinto em toda América do Sul, atrás apenas de Canadá (10 litros), Estados Unidos (9,3 litros), Argentina (9,1 litros) e Chile (9 litros). E quando focamos nos jovens, os números são inda mais preocupantes.

Segundo números da Organização Mundial da Saúde, o consumo de bebidas alcoólicas pelos brasileiros acima de 15 anos subiu drasticamente em dez anos. Enquanto em 2006 a média do consumo desta faixa etária era 6,2 litros, em 2016 ela ultrapassou os 8,9 litros.

Dentre os diversos problemas que o consumo exagerado de álcool pode acarretar como acidentes de trânsito, homicídios e suicídios (ao ano, o Brasil tem 40mil mortes em acidentes de trânsito envolvendo motoristas embriagados e 60mil homicídios ocasionados por pessoas alcoolizadas) ele também pode afetar a saúde e até mesmo a fertilidade.

Estudos apontam que o exagero no consumo de bebidas alcoólicas reduz os níveis de testosterona nos homens, implicando assim na redução do desejo sexual, e afeta tanto a qualidade quanto a quantidade de espermatozoides. Já nas mulheres, o excesso de álcool podem afetar a produção hormonal feminina suspender a ovulação e afetar a qualidade dos gametas femininos.

Vale apontar também que mulheres que abusam do álcool também sofrem dificuldades para engravidar, já que a taxa de fertilidade, por todos esses problemas, ficam menores. Em casos de gravidez, existem riscos também para o filho, como a síndrome do alcoolismo fetal.

É por todos esses motivos que a American adere a campanha do dia nacional de combate ao alcoolismo. Lembre-se que o excesso constante de consumo de bebidas alcoólicas é sim uma doença e deve ser tratada com seriedade. Se você têm pessoas que abusam do álcool na família ou entre os amigos, instrua-os corretamente para buscar ajuda necessária para corrigir este problema. Assim você estará salvando não só uma vida, mas outras diversas que podem ser afetadas por esta condição.

Por: Pedro Victor